Rede PON e arquitetura FTTx: entenda para que serve e por que utilizar

Rede PON e arquitetura FTTx: entenda para que serve e por que utilizar

Você conhece a rede PON? Trata-se da “Passive Optical Network” ou “Rede Óptica Passiva” em português. Uma evolução da Arquitetura de Redes, que tem como principal característica o fato de não necessitar de equipamentos ativos, ou seja ligados à energia, no meio deste modelo de rede.

Essa tecnologia proporciona mais facilidade de instalação, maior alcance e uma melhoria de conexão, a partir de uma grande largura de banda. Isso é possível por meio de uma única fibra que transmite dados, voz e vídeo.

Dessa forma, a rede PON possibilita diversas vantagens para quem deseja uma internet de qualidade, principalmente as empresas. As suas tecnologias mais comuns são a EPON e a GPON, que se utilizam da arquitetura FTTx (Fiber to the x), termo usado para designar Arquitetura de Rede de banda larga, por meio de fibra óptica.

Vamos explicar melhor, a seguir:

EPON e GPON

Conforme citado no tópico inicial do texto, as tecnologias mais usadas da rede PON são a EPON e a GPON. Enquanto a primeira tem como característica a mesma velocidade de conexão entre OLT e ONU e no fluxo contrário (1.25 Gbps), a segunda apresenta diferentes taxas de downstream e upstream (2.5. Gbp e 1.25 Gbps). Entretanto, ambas utilizam o sinal óptico em seu meio físico.

A escolha de uma ou outra tecnologia vai depender do modelo de negócio do provedor.

A rede GPON é recomendada para provedores de internet com muitos usuários e serviços, até mesmo para médias e grandes empresas, sendo um modelo de cabeamento estruturado, ideal para quem busca mais escalabilidade a médio e longo prazos.

Além de que, com o aumento da demanda dos serviços de streaming e vídeos que exigem um uso intensivo de banda, essa rede surge como o melhor recurso devido a sua velocidade, qualidade nas conexões e alta performance.

Por outro lado, as redes EPON devem ser usadas por usuários que estão começando a aproveitar a oferta de serviços de menor complexidade, com produtos mais acessíveis, porém com qualidade.

É uma opção, por exemplo, para provedores em projetos descentralizados, como instalações em condomínios.

Assim, as tecnologias da rede PON podem ser aplicadas das mais diversas formas, tanto em empresas, como residências, hospitais, hotéis, provedores de internet e outros, diminuindo, significativamente, o custo operacional e a infraestrutura física.

Pode-se, ainda, integrar diversos serviços em uma única rede, a exemplo de:

  • Dados;
  • TV por assinatura (IPTV);
  • Telefonia (VOIP);
  • Jogos;
  • Automação;
  • Controle de Acessos;
  • Sistemas de interfonia;
  • Vídeo on deman;
  • E outros.

O que é Arquitetura FTTx e quais as vantagens de utilizá-la?

Arquitetura FTTx diz respeito às tecnologias de rede PON e tem como principal característica o atendimento aos clientes, através de fibra óptica, tanto em sua totalidade, ou seja, até a casa do cliente, ou apenas até determinado local onde o lance final pode ser realizado, a partir de cabeamento metálico ou coaxial comumente usados.

Então FTTx, seria “Levar a fibra para algum lugar”, sendo este lugar podendo ser desde a casa de um assinante ou até a mesa de um usuário.

Entre as principais vantagens da arquitetura FTTx, pode-se destacar:

  • Capacidade de suportar maior largura de dados;
  • Economia de fibras ópticas;
  • Redução de custos operacionais;
  • Sem riscos de interferências eletromagnéticas;
  • Maior durabilidade, facilidade de manutenção e menor deterioração ao longo do tempo;
  • Uso de redes ópticas, com equipamentos ativos somente no início e final da rede;
  • Conexões mais estáveis.

Esses benefícios são possíveis, principalmente porque uma configuração PON diminui a quantidade tanto de fibra, quanto de equipamentos na central, quando comparadas com as Arquiteturas Ponto a Ponto.

Gostou deste artigo? Compartilhe!


Deixe um comentário